CONHECIMENTO E ESTRATÉGIA COMPETITIVA (13)

 4. Durante o desenvolvimento do projeto

 O projeto se desenvolve tendo como base o diagnóstico inicial. Ele deve se apresentar como um mapa condutor das atividades, completando o diagnóstico, propondo ações de reestruturação e instrumentos de suporte para geração de conhecimento, para sua distribuição na organização, para sua proteção e para a sua gestão integrada com os objetivos estratégicos da empresa.  

As atividades agora passam a completar as lacunas e pontos pouco aprofundados da identificação e mapeamento das fontes de informação, da identificação e mapeamento das atividades decisórias, da identificação e mapeamento das interações entre as figuras profissionais, das reuniões para coleta de dados, dos instrumentos de gestão e controle e assim sucessivamente. Em paralelo vão sendo feitas propostas de ações sobre aqueles pontos que vão sendo concluídos.

Este trabalho deve levar em consideração tudo o que vimos anteriormente e que tem uma influência sobre a geração, fluxo, divulgação e proteção do conhecimento.

Nas propostas de rearranjo organizativo é muito importante usar como indicadores sempre presentes nas decisões, a comunicação e o clima relacional em todos os níveis e grupos da organização.

É também de significativa importância o aspecto de formação dos profissionais. Determinadas figuras profissionais forçosamente devem ter uma preparação para passarem ao grau de conhecimento e profissionalização que a função requer numa ótica de gestão do conhecimento.

A empresa ou organização deve montar com a ajuda de especialistas, uma série de cursos temáticos estruturados especificamente às necessidades da empresa e nos momentos em que isto for sendo necessário para a formação das pessoas consideradas chaves nesta gestão.

Estes cursos temáticos e continuativos nascerão das carências surgidas na análise das relações, da comunicação, do clima relacional, da capacidade de liderança e de ser um “treinador”, coisa hoje tão necessária aos chefes.

Claro que toda generalização implica na redução dos fatores importantes, mas nosso objetivo aqui é aquele de ressaltar que na gestão do conhecimento o mais importante é o fator humano inserido no seu contexto. É nisto que o administrador deve se concentrar se a empresa quer colocar um dos focos da sua estratégia no valor do conhecimento e no seu processo de geração. A relação abaixo tem por objetivo apenas evidenciar aqueles temas que normalmente estão presentes nas organizações que seguem os sistemas clássicos de gestão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: