O PSICODRAMA E SUA APLICABILIDADE

O Psicodrama tem aplicação em várias áreas. Na psicoterapia em clínicas, hospitais e consultórios médicos – psicológicos. Na Educação em escolas, empresas e instituições comunitárias.

 Na Universidade integra currículos de cursos de Psicologia, Medicina e Educação, além de ser ministrado em cursos de pós-graduação.

 Relacionamos, a seguir, alguns exemplos destas aplicações:

 A.     Foco Sócio-Educacional

  • Trabalho social com presidiários > na ressocialização do preso.
  • Trabalho com parentes de presidiários > na superação das conseqüências e no afastamento da depressão
  • Trabalho com desempregados > no resgate da auto-estima e na preparação para novas seleções
  • Trabalho com a população de rua > teatro espontâneo à favorece a reconstrução de uma vida, resgata a possibilidade de sorrir e a redução do estresse
  • Violência doméstica > na estruturação da família como foco transmissor dos valores para a realidade social
  • Medicina Preventiva > O Psicodrama tem se mostrado muito eficaz no tratamento preventivo de problemas de saúde como o estresse do L.E.R., da Síndrome de Burnout, dos Transtornos Alimentares e na recuperação de crianças desnutridas, melhorando a relação afetiva dos pais com os filhos, o que proporcionou uma busca de identidade e conseqüente desenvolvimento de auto-estima por parte dos pais.
  • Equipes hospitalares > o Psicodrama tem sido utilizado para resolver questões cotidianas de suas equipes de trabalho, melhorando as relações entre elas, identificando pontos de tensão e promovendo uma melhor avaliação de papéis, o que permite uma otimização da função interdisciplinar e o reconhecimento de sua importância.
  • Profissionais da Saúde > o Psicodrama é muito utilizado no seu aspecto pedagógico para o aperfeiçoamento de profissionais da saúde ligados ao atendimento da família, com especial destaque para a qualificação do pessoal envolvido nas fases de “gestação e pós-parto”.
  • Reinserção social > esta é uma das áreas onde o Psicodrama pode ser de extrema eficácia, permitindo o entendimento das vivências alucinatórias e delirantes do psicótico, promovendo o elo entre a realidade interna e o mundo exterior, através da percepção do momento responsável pela ruptura que o levou ao isolamento.
  • Psicodrama em NAPS (Núcleo de Atenção Psicossocial) > É a nova proposta inserida na reforma antimanicomial, vivenciada no Brasil em Saúde Pública. Tem por finalidade atender os pacientes em equipe multidisciplinar, com proposta de semi-internato, junto ao “hospital-dia”, como sistema ambulatorial.  Os grupos de Psicodrama permitem um espaço de expressão do sofrimento causado pelas psicoses e conseqüente aceitação de si mesmo, pelo grupo e pela comunidade.
  • Turismo > o Psicodrama pedagógico foi aplicado para desenvolver papéis e capacitar trinta jovens carentes a trabalhar como garçons, camareiras, contínuos, mensageiros, etc.
  • Ensino fundamental > o Psicodrama tem sido utilizado para identificar razões e graus de agressividade presentes no grupo, além de revelar a capacidade de se lidar com realidade e fantasia.

Os professores de educação infantil têm sido trabalhados através do teatro e de técnicas psicodramáticas objetivando a ampliação e enriquecimento das possibilidades metodológicas do ensino, da expressão e comunicação, desenvolvimento da criatividade e humanização da relação professor/aluno.

  • Na escola > é de grande difusão o uso da metodologia psicodramática para intensificar a relação escola/família e, em reuniões pedagógicas mensais com os professores, tem aperfeiçoado a atuação e qualificação de profissionais através do treino de papéis. Dentro da sala de aula pode-se trabalhar as relações entre adolescentes e seus grupos, evidenciando relações de exclusão e rejeição, identificando diferentes papéis existentes no grupo, propondo a transformação da sala de aula num espaço de relação afetiva entre aluno, professor e colegas, ressignificando vínculos.

B.    Foco Psicoterapêutico

  • Na clínica individual > o Psicodrama clássico, eminentemente grupal, deu origem à Psicoterapia Individual, como forma de cuidar do paciente em trabalho individual . A Psicoterapia Individual tornou as técnicas mais ágeis e rápidas, aplicadas em cenas do “aqui e agora”, e que também têm a qualidade de presentificar cenas ocorridas no passado.
  • O Psicodrama Interno é o trabalho terapêutico de imagens visuais internas, realizado a partir de uma maior conscientização corporal, em que se atinge um estado alterado de consciência, quando a pessoa tem condição de se visualizar internamente, como se sonhasse acordado.
  • Deficiências físicas e/ou mentais > Nesta área, o Psicodrama tem sido aplicado com objetivos de resgate da auto-estima e da qualidade de vida, oferecendo-lhes uma nova visão de sua auto-limitação, muitas vezes imposta pela própria sociedade, e capacitando-os de modo mais amplo para a vida.
  • Dependência química > as técnicas psicodramáticas são utilizadas para que o indivíduo perceba a sua relação com a dependência da droga, seu papel na família, adquirindo, assim, maior consciência de seus conflitos.
  • Sexualidade > com relação àsexualidade, as técnicas psicodramáticas têm sido aplicadas com sucesso, em terapias de grupo tematizadas e por tempo limitado . Têm por finalidade o resgate da função sexual, através da avaliação dos vínculos afetivos e suas limitações, reconhecimento de dificuldades e do enfrentamento de situações temidas e incapacitantes.

A área de saúde sexual e reprodutiva também tem sido trabalhada em grupos (sociodramas), que escolhem questões que lhes interessam: namoros em todas as idades, sexo seguro, diferenças sexuais entre homens e mulheres, homossexualidade, são temas que mais aparecem.

 C.     Foco Institucional/Empresarial

  • Entes públicos > Na área institucional, o Psicodrama tem norteado projetos de prefeituras, objetivando melhor integração da equipe, com incentivo da criação coletiva, identificação de questões centrais em termos de planejamento, preparação para reuniões com a comunidade e outras áreas da administração
  • Empresas > Na área empresarial o Psicodrama tem sido utilizado como coadjuvante em processos de seleção, através de técnicas como o role-playing (jogo de papéis), Átomos Sociais e esculturas.

Tem se destacado, também, quando o objetivo é tratar a relação de equipes, proporcionando melhorias no ambiente de trabalho, fazendo emergir situações conflitantes e possíveis soluções.

 D.    Arte: dança

  • Dança > Na dança estabelece-se uma conexão entre consciência corporal e expressão de sentimentos inerentes ao movimento, capazes de provocar ressonâncias na platéia, tendo-se o objetivo de unir a técnica e a teoria do Psicodrama à harmonia, ritmo e expressão da dança, aquecendo-se o público para a vivência psicodramática.

 Este elenco de aplicabilidade do Psicodrama tem como referência o material exposto no site da FEBRAP (http://www.febrap.org.br/)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: